A Igreja de Nossa Senhora do Rosário cujas dimensões são de capela, destaca-se na cidade pela sua beleza. É quase que um símbolo do município e um atrativo de visitantes. Construída em pedra comum na região (granitina ou granito pobre) era totalmente revestida por reboco de argamassa. Um pároco da cidade, padre Francisco Lustosa fez com que se removesse todo este revestimento e hoje a igreja exibe a originalidade de suas paredes de pedras aparentes. Segundo a moradora da cidade, Cida Chaves, a remoção do revestimento se deu 1973 e ela mesmo se lembra que existiam pinturas decorativas nas paredes internas. Apesar de o acabamento original ter sido removido, as paredes em pedra à vista exibem um trabalho cuidadoso e todo o método construtivo da igreja, de efeito surpreendente. A igreja chama a atenção por sua originalidade e beleza e por isso mesmo pensamos ser mais conveniente conservá-la do modo que está, os invés de revesti-la novamente com o reboco, como é desejo de alguns moradores.

Histórico do Bem Cultural

Não existem registros sobre a história da “Igrejinha do Rosário”. Data de construção ou nome de seus construtores são desconhecidos. Segundo Cida Chaves “havia ou há na atualmente chamada Igrejinha do Rosário uma pedra datada de 1717. A capela pertencia a Fazendo do Mosquito que, como era costume no Brasil, possuía, na sua intimidade, uma outra capela para devoção das pessoas e escravos da casa”. Deve-se registrar que a Fazendo do Mosquito foi uma das três fazendas cujas terras foram divididas entre parentes do Coronel Xavier Chaves, o que deu origem à cidade. Segundo seus moradores, a capela era originalmente revestida por reboco, tanto interna, quanto externamente e as paredes internas decoradas com pinturas. O reboco foi removido em 1973 e hoje a edificação é totalmente em pedra à vista. Observando atentamente o acabamento das paredes, a perfeição das vergas das portas aparente e só foi revestida tempos depois. Esta é apenas uma opinião e não um parecer conclusivo. A devoção inicial da Igreja era N. Sra. da Conceição. Com a construção da Igreja Matriz dedicada à mesmo devoção a igreja passou a ser dedicada à Nossa Senhora do Rosário.